Conheça o primeiro caminhão com célula de combustível de hidrogênio

por:
29/06/2024 as 17:38
De olho na Engenharia
Conheça o primeiro caminhão com célula de combustível de hidrogênio

Startup de veículos pesados movidos a bateria e células de combustível desenvolveu 42 unidades de caminhões ao todo.

A Nikola Corp., startup de veículos pesados movidos a bateria e células de combustível, entregou o primeiro modelo de caminhão com célula de combustível de hidrogênio nos Estados Unidos. Conforme divulgado pela empresa, o lançamento aconteceu durante o quarto trimestre de 2023.

Entenda:
A Nikola Corp., startup de veículos pesados movidos a bateria e células de combustível, lançou o primeiro modelo de caminhão com célula de hidrogênio nos EUA;
A entrega aconteceu durante o quarto trimestre de 2023, com 42 caminhões produzidos ao todo. 35 unidades foram entregues aos revendedores, e sete foram reservados para testes e demonstrações de frota;
Após um recall de segurança dos caminhões Tre BEV no ano passado, a Nikola pretende devolver os veículos aos usuários até o início do terceiro trimestre.

Foram produzidos 42 caminhões a hidrogênio, com 35 unidades entregues aos revendedores – que incluem Biagi Bros, IMC Logistics, 4Gen/Duncan and Sons Lines, Alberta Motor Transport e Coyote Container. Os sete caminhões restantes foram reservados para testes e demonstrações de frota.

Mais caminhões devem chegar em breve
“Hoje estamos compartilhando o que realizamos e como estamos fornecendo soluções de mobilidade totalmente integradas com emissões zero para frotas”, disse o presidente e CEO da Nikola, Steve Girsky, no comunicado publicado na PR Newswire.

(Imagem: Nikola / Divulgação)

Após fazer um recall de segurança por risco de incêndio nas baterias dos caminhões Tre BEV no ano passado, a startup afirma estar “no caminho certo para começar a levar nossos caminhões elétricos a bateria de volta aos usuários finais”, com expectativa de que os veículos sejam devolvidos até o início do terceiro trimestre.

Fonte: Olhar Digital / Imagem: Nikola / Divulgação