Transmissão de energia elétrica sem fio a partir do Sol pode ser possível

por:
15/10/2022 as 09:09
De olho na Engenharia
Transmissão de energia elétrica sem fio a partir do Sol pode ser possível

A empresa de tecnologia Emrod, sediada na Nova Zelândia, declarou que o ambicioso transporte de energia sem fio, através de painéis solares instalados no Espaço, está cada vez mais próximo de se tornar realidade. No final de setembro, a companhia declarou que transportou com sucesso energia sem fio de um transmissor para um receptor a uma distância de 36 metros dentro de uma instalação operada pela empresa aeroespacial Airbus, localizada em Munique.

A Emrod espera que essa tecnologia possa ser usada em breve para transferir energia solar para a Terra, sem a necessidade de linhas de energia de alta tensão. Em teoria, a transmissão sem fio poderia ter uma série de benefícios em relação às linhas com fio, como menos pontos de falha, interrupção do tempo, menores custos de infraestrutura e menor risco de eletroplessão de fios.

Depois disso, um plano muito mais ambicioso poderia envolver até mesmo satélites instalados ao redor da órbita da Terra gerando eletricidade a partir do Sol através de painéis solares instalados nesses dispositivos no Espaço.

Um porta-voz da Emrod disse que “nosso foco comercial imediato está em sistemas que podem ser usados na Terra”. Ele complementa ao dizer que “esperamos ter sistemas disponíveis para venda comercial, com canais de produção e distribuição estabelecidos, no prazo de três a quatro anos”.

Entretanto, para que a captação de energia solar baseada no Espaço prospere, é preciso desenvolver um “roteiro de pesquisa” que discrimine todos os pormenores da pesquisa, inclusive a respeito do investimento. Levará pelo menos 10 anos para estabelecer um sistema comercialmente operacional”, declarou o porta-voz. A Emrod pretende iniciar os testes em órbita nos próximos cinco anos.

Limitações do sistema de energia sem fio

Uma das principais preocupações a respeito do uso desse tipo de sistema é a segurança. A radiação eletromagnética pode prejudicar os seres humanos e causar queimaduras solares. A energia da radiação aumenta com sua frequência. Entretanto, o porta-voz assegura que a densidade do feixe de energia e a frequência utilizada não colocariam em risco a segurança dos envolvidos, além disso, existe um sistema de desligamento que também protegeria as pessoas.

“Para casos de uso terrestre, as antenas transmissoras e receptoras são elevadas acima do solo, assim como os cabos de alta tensão são, para eliminar a intervenção humana no feixe de energia.” A Emrod defende que a construção um sistema de transmissão de energia solar sem fios ajuda na luta contra as mudanças climáticas.

Fonte: Olhar Digital 

  • Sou leitura assídua desse site acho interessante e muito informativo,gosto de ficar sempre informada.

  • Já imaginava na época do ginásio (primeiro grau) está possibilidade de refletir para as residências .

  • EXCELENTE !

  • inviável e caro, a energia ja é transmitida sem fio de forma segura antes mesmo do homem existir, todo mundo recebe que são os raios solares, as placas solares convertem em eletridade, a terra recebe sua energia e por isso não congelados, por isso existe o ciclo da chuva etc, o homem transformar essa energia em vitamina d, as plantas fazem sua fotossíntese etc.

  • No caso de afetar as rotas da aviação, quais seriam os danos?