Torres eólicas construídas de madeira são mais baratas e ambientalmente neutras

por:
08/01/2022 as 16:32
De olho na Engenharia
Torres eólicas construídas de madeira são mais baratas e ambientalmente neutras

Madeira engenheirada

Embora a exploração e o uso da madeira não sejam vistos com bons olhos no Brasil, sempre às voltas com a devastação ilegal das florestas, o setor madeireiro é uma indústria próspera e sustentável em países do hemisfério norte, onde as árvores são plantadas e colhidas, como aqui se planta e colhe soja, milho, arroz ou qualquer outra cultura.

E, nesses países, a tecnologia da madeira também tem-se beneficiado de progressos em várias áreas, gerando o setor das chamadas “madeiras engenheiradas”, que hoje movimenta bilhões de dólares no mundo todo.

As madeiras engenheiradas são produtos industriais derivados da madeira, pertencentes à classe dos compósitos, geralmente feitas mesclando madeira triturada com outros produtos, como resinas e colas de diversos tipos.

As principais vantagens são a utilização de madeiras não consideradas nobres como matéria-prima, sobretudo aquelas cultivadas por terem crescimento rápido, como as famílias dos pinheiros, e a geração de produtos industriais padronizados, como as placas de compensado, MDF, MDP, MLC etc.

Torre eólica de madeira

A mais recente das inovações na tecnologia da madeira vem da Suécia, onde pesquisadores do Centro Sueco de Tecnologia em Energia Eólica preparam-se para construir a primeira torre de turbina eólica inteiramente de madeira engenheirada.

A torre da madeira de teste, que está sendo construída na localidade de Bjorko, terá 30 metros de altura, será tão forte quanto as torres de aço e, segundo seus criadores, tornará a turbina eólica totalmente neutra em carbono.

A expectativa é que o protótipo esteja pronto ainda este ano. A construção conta com a parceria das empresas Modvion e Moelven Toreboda e está sendo feita com painéis de madeira laminada colada (MLC).

“Este é um grande avanço, que abre o caminho para a próxima geração de turbinas eólicas. A madeira laminada é mais forte do que o aço para o mesmo peso e, sendo construídas em módulos, as turbinas eólicas podem ser mais altas. Ao construir em madeira, também reduzimos as emissões de dióxido de carbono na fabricação e, em vez disso, armazenamos dióxido de carbono no projeto,” disse Otto Lundman, da Modvion.

As torres eólicas em madeira também ficam significativamente mais baratas de construir do que as torres de aço, o que diminui o custo de produção da eletricidade gerada pela energia eólica. A expectativa é que elas tenham uma vida útil de 25 a 30 anos.

A torre eólica está sendo construída de painéis de madeira laminada colada (MLC). / Imagem: Modvion

Próximas torres já agendadas

A torre de energia eólica que está sendo erguida será usada para fins de pesquisa. Mas, de acordo com as empresas, as primeiras torres de madeira serão construídas em escala comercial já em 2022. Os contratos já estão assinados para a construção de uma torre de 110 metros de altura e, com outro parceiro, outras 10 torres, com pelo menos 150 metros de altura.

“A madeira tem propriedades fantásticas, e precisamos construir muito mais em madeira se quisermos cumprir as metas climáticas. Para nós, é extremamente inspirador participar deste projeto-piloto, onde pudemos usar madeira renovável em um projeto para a produção de energia renovável,” disse Johan Ahlén, da Toreboda.

Vista interna de um dos módulos da torre eólica de madeira. / Imagem: Modvion

Fonte: Inovação tecnológica