Ponte verde permite a passagem de animais silvestres

por:
05/08/2021 as 21:18
De olho na Engenharia
Ponte verde permite a passagem de animais silvestres

Foram plantadas espécies frutíferas e ameaçadas de extinção que vão proporcionar um novo ambiente para os animais silvestres locais.

A  PlantVerd, startup que opera na execução de serviços ambientais para a recuperação de áreas degradadas em todo o Brasil, concluiu mais um projeto de compensação ambiental com a restauração florestal de uma passagem de fauna na Rodovia Nova Tamoios, que se iniciou em 2018. Como consequência das obras realizadas e da construção de estruturas de interesse público, foi necessário o estudo e análise para criação de uma passagem que não deixasse de lado as necessidades da fauna local para adaptação a um ambiente diferente.

Trata-se de uma área de 0,10 ha com intuito de ligar dois fragmentos entre a rodovia dos Tamoios para passagem de animais e pousio de aves, feita com financiamento pela Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) e que mobilizou mais de 40 profissionais entre trabalhadores rurais, coordenadores e fiscais de obra. No projeto, foram priorizadas espécies recobridoras nas bordas para facilitar a conectividade com os fragmentos adjacentes à rodovia e no meio, com espaçamento um pouco menor, espécies frutíferas atrativas à fauna. “Os parâmetros ao longo dos monitoramentos foram crescentes e seu desenvolvimento das árvores pode ser observado por quem passa pela passagem da rodovia. É uma combinação perfeita de desenvolvimento estrutural e ambiental, onde todos ganham”, afirma Antônio Borges, diretor executivo da PlantVerd.

No total são 18 espécies arbóreas nativas, entre elas, cambuci, pitanga, guabiroba, araçá, cedro, pau-viola entre outras. Dentre essas espécies, seis delas estão enquadradas na lista de ameaçadas de extinção do Estado de São Paulo, como a espécie Cedrela odorata. Com relação à fauna, mesmo ainda sem um registro fotográfico do local, diversas espécies de aves foram avistadas nos monitoramentos realizados, como o suiriri, sabiá e chupim, que estão utilizando a área como pousio. 

A expectativa é de que com o fim das manutenções e a consequente diminuição da presença humana, a área se torne ainda mais atrativa para os animais silvestres. “Todo esse resultado é uma grande conquista para a humanidade. Construir algo que se perpetue ao longo dos anos, respeitando a fauna local, mas que permanece em constante crescimento trazendo impactos positivos para o futuro da humanidade”, finaliza Borges.

Foto: Divulgação/Dersa

Fonte: Ciclo Vivo

Deixe um comentário para Roberto Cammarota Junior Cancelar resposta

  • Sempre pensei que fosse um viaduto construído em local errado. Só na Serra perto de Caraguatatuba tem 3. Porque não colocam placa indicativa da utilidade, todos ficaram felizes em saber da iniciativa. 👏👏👏👏

    • Acho que seja por conta dos caçadores, só pode. Amo a natureza.

  • Parabéns aos envolvidos pela iniciativa de respeitar tanto a flora como fauna. Que projetos como esse sejam frequentes e duradouros. A fauna e o meio ambiente agradece!👏👏👏👏

  • Maravilhoso, exemplo!!!!

  • Como é bom ver uma reportagem dessa, em meio à tantas banalidades. Parabéns aos idealizadores e à todos os envolvidos no projeto.

  • Maravilhoso artigo.

  • Bom exemplo que será seguido com sete,.
    Parabéns para o idealizador

  • Pela foto falta barreiras para os animais não atravessarem a rodovia e a barreira para canalizar os animais para a passarela, afinal de contas pagamos caro para um curto percurso pela concessionária, essas obras que nunca acabam precisa ser acelerada.

  • Ao meu ver isso já deveria ter sido considerado no projeto executivo, porém esse acesso seria mais seguro por baixo da rodovia. Pois quando as árvores crescerem darão frutos que cairão na pista tornando-a insegura nesse trecho, galhos, folhas, fezes, animas mortos, ovos de alguma criacao, queda de filhotes e muito mais caso não tenha uma manutenção ……..etec…..etc…..etc….

    • E o custo seria menor e os animais realmente estariam mais seguros!

  • Perfeito! Por mais iniciativas como essa! Quantos animais teriam sido poupados se tivesse esse tipo de passagens em tantas rodovias que temos por esse país (e mundo) afora?!

  • Isso dá orgulho .

  • Graças ao ministro Tarcísio