Buraco gigante que apareceu do nada no Chile segue crescendo em ritmo acelerado

por:
17/08/2022 as 10:30
De olho na Engenharia
Buraco gigante que apareceu do nada no Chile segue crescendo em ritmo acelerado

Um enorme buraco de 32 metros de largura e 64 metros de profundidade surgiu em uma estrada em Tierra Amarilla, cidade na região do Atacama, ao norte do Chile.

A cratera apareceu no final de julho, nas cercanias da mina de Alcaparrosa, dentro do terreno de uma mineradora, e o mistério ao redor da aparição aumentou junto com a dimensão da própria cratera, que uma semana depois alcançou um diâmetro de 36,5 metros.

Atividade de mineração 

Na primeira medição, o buraco tinha 25 metros e, assim que o sumidouro foi descoberto, o Serviço Nacional de Geologia e Mineração do Chile (Sernageomin) ordenou a paralização das atividades de mineração da empresa sueco-canadense Lundin Mining.

Localizada a cerca de 800 km de Santiago, a cidade de Tierra Amarilla tem 15 mil habitantes, e a cratera fica a apenas 600 metros de residências e de um centro de saúde.

Casas e um centro de saúde estão a apenas 600 metros do buraco

Em comunicado, a empresa afirmou que não é possível confirmar que o surgimento do buraco se deu pelas atividades de mineração na região.

“Diferentes eventos que poderiam ter causado o buraco estão sendo investigados, incluindo as chuvas anormais registradas durante o mês de julho, o que é relevante”, afirmou a empresa, que é dona de 80% da propriedade, com o restante sendo do conglomerado japonês Sumitomo.

A região do terreno ao norte do Chile: as atividades mineradoras são frequentes no Atacama

O Ministério de Minas e Energia do Chile anunciou que está investigando as origens da cratera, e que irá aplicar não somente multas, mas também sanções aos responsáveis.

A região enfrentou chuvas intensas durante o período, o que pode ter causado ou intensificado um processo causado pela mineração: de acordo com o ministério, a empresa tinha projeção de extrair 30 mil toneladas de minério, mas extraiu 138 mil toneladas.

O futuro do buraco

Essa não é a primeira vez que tal fenômeno ocorre na região: em 2013, outra cratera de 20 metros de comprimento e 30 metros de profundidade surgiu em Tierra Amarilla após o colapso de uma estrutura subterrânea da empresa. Por conta do tamanho da cratera, provavelmente não seria possível tapá-la.

Segundo especialistas, é provável que a solução mais segura seja cercar seu perímetro e colocar barreiras de segurança para impedir a aproximação de curiosos. As autoridades que estão investigado as origens do buraco também estão determinando os riscos de um novo desabamento no local.

Fonte: Hypeness / © fotos 1, 2, 3: Getty Images  4: Sernageomin/divulgação