ANDRÉ REBOUÇAS (1838 – 1898)

por:
24/05/2021 as 19:30
De olho na Engenharia
ANDRÉ REBOUÇAS (1838 – 1898)

Em plena época do Brasil imperial, engenheiro, conselheiro do imperador português, com suas habilidades de engenharia auxiliou no crescimento e modernização da “Cidade Maravilhosa” e ainda foi intensamente atuante nos movimentos abolicionistas. Meio difícil de acreditar que essa foi a vida de um homem negro…mas é verdade. Este homem foi André Rebouças!

Nascido na Bahia, mas foi morar no Rio de Janeiro junto com a família, onde André e seu irmão Antonio foram alfabetizados. Frequentaram a escola militar, completaram seus estudos, chegando André a se tornar engenheiro militar. Engajou-se na luta abolicionista. Colaborou para a criação da Sociedade Brasileira contra a Escravidão, juntamente com nomes como Joaquim Nabuco e José do Patrocínio. Fez parte da Confederação Abolicionista, da Associação Central Emancipatória e da Sociedade Central de Imigração. 

O movimento militar de 1889 o obrigou a partir para a Europa. Mudou-se para a África, onde viveu de 1892 até 1898, quando se suicidou. André deixou como legado uma história inspiradora de luta, de uso de suas habilidades e inteligência em prol do coletivo. Hoje seu sobrenome batiza a Avenida Rebouças, que atravessa a Zona Oeste do Rio de Janeiro, e sua história serve de inspiração para gerações e gerações.

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo: